Cuidados com a saúde

Mude nove hábitos e ganhe mais 14 anos de vida

Malu Bonetto
  • Fazer exercícios

  • Beber mais água

  • Parar de fumar

  • Deixar de beber no fim de semana

  • Usar protetor solar


Entre os nove os principais são:

Você certamente já ouviu que alguns hábitos saudáveis ou não podem refletir em nossa saúde no futuro. Tanto é verdade que uma pesquisa recentemente publicada no Public Library of Science Medicine, afirma que simples mudanças no cotidiano podem refletir em até 14 anos a mais de vida em uma pessoa que tem o hábito de fazer exercícios físicos regularmente, não beber álcool com freqüência, seguir uma alimentação balanceada e não fumar.

Beber água é uma das regras para se viver mais e melhor

Para aquelas mulheres que se preocupam em estar sempre com a aparência jovem, a dermatologista Bianca Geraldini, do Emagrecentro (RJ), explica que o envelhecimento é um processo natural, cujo resultado pode ser atenuado com hábitos saudáveis, alimentação adequada, exercícios físicos e acompanhamento médico constante. “Por isso é importante adotar um estilo de vida saudável para vivermos mais e melhor”, alerta a nutricionista Manuela Dolinsky (RJ).

Com o passar da idade e à medida que aumentamos a ingestão de álcool, cigarro e comida industrializada, que não dormimos bem e não praticamos atividade física regularmente, aumentamos a possibilidade do estresse oxidativo de nossas células, o que está diretamente relacionado com o envelhecimento. Afinal de contas, quanto mais idade uma pessoa tem, mais radicais livres são encontrados em seu organismo. “Portanto, enquanto temos um organismo jovem, devemos tentar prolongar ao máximo essa situação com hábitos saudáveis”, destaca a dermatologista Marise Barbosa, da clínica Demobarra (RJ).

Vale lembrar que os hábitos saudáveis englobam não só cuidados com o corpo, mas também com a mente. “Portanto, relaxe e procure fazer coisas que lhe tragam prazer”, aconselha a nutricionista Fernanda Patara, da Bionatus, de São José do Rio Preto (SP). Veja a seguir, como alguns hábitos influenciam na sua vida.

Fazer exercícios regularmente
Dentre os benefícios comprovados, estão: menor risco de doenças cardiovasculares e obesidade, regulação do funcionamento intestinal, melhor qualidade do sono e aumento da sensação de bem-estar e bom humor. “Isso sem mencionar que a prática de atividades física ajuda a obter músculos, fortalecer articulações e ossos, além de elevar a auto-estima”, lembra o personal trainer Guto Vianna, da academia Fórum Exere Fitness (RJ).

A prática deve começar cedo, ainda na infância, para que se torne um hábito. Mas, se você começar a malhar hoje, não pense que de um dia para o outro você já perceberá os resultados. “Eles são notados geralmente a longo prazo, pois as alterações anatômicas que surgem no corpo e mente são lentas, mas muitas vezes irreversíveis”, esclarece a reumatologista e fisiatra Sylvana Braga (SP). “Os benefícios também podem ser sentidos na pele, pois a utilização do oxigênio por meio dos exercícios aeróbicos favorece a nutrição dérmica e a produção de hormônio de crescimento e outras substâncias antienvelhecimento que retardam o ritmo em que a pele sofre as modificações do tempo”, ressalta a dermatologista Bianca Geraldini (RJ). A prática de atividade física é saudável para o corpo e mente. Portanto, procure um exercício que goste para que sua prática não se torne uma tortura. Respeite os limites do seu corpo e siga sempre as orientações de um educador físico habilitado.

Não segurar a vontade de ir ao banheiro
A curto prazo, reter a urina aumenta o risco de uma infecção urinária baixa, mais conhecida como cistite. A médio e longo prazo, com a repetição da doença, o quadro pode evoluir para infecção urinária alta, acometendo os rins. “Devemos também ressaltar a ingestão adequada de líquidos e a prática de não reter a urina como prevenção contra a formação de cálculos renais, que pode acontecer a médio e longo prazo”, explica o ginecologista Rogério Ciarcia Ramires, coordenador do setor de Ginecologia Diagnóstica do FEMME Laboratório da Mulher (SP).

Tentar não ficar muito tempo na mesma posição
“Pessoas que se movimentam pouco durante o dia correm o risco de desenvolver varizes. Esse costume também acaba gerando uma dificuldade na circulação das pernas, criando inchaços, dores articulares, formigamentos e uma sensação de peso”, alerta o personal trainner Guto Vianna (RJ). “Usar meias elásticas auxiliam nos sintomas como dor, peso e cansaço das pernas, mas devem ser prescritas por médicos, angiologistas ou cirurgiões vasculares, uma vez que há tipos e compressões diferenciadas conforme cada caso”, explica o angiologista Ivanésio Merlo, presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular ¿ Sucursal Rio de Janeiro.

Ingerir bastante água
Nosso corpo é formado, em sua maioria, por água, e por isso mesmo devemos consumir pelo menos 1,5 litro para a reposição hídrica diária. Além de hidratar a pele e purificar o organismo, esse líquido é fundamental para regular a temperatura corporal, auxiliar na digestão e absorção de nutrientes, transportar micronutrientes pelo organismo e proporcionar o bom funcionamento dos órgãos. Devemos adequar a quantidade de água ingerida de acordo com as necessidades individuais, considerando sexo, idade, atividades cotidianas e exercícios físicos.

“A curto prazo, é possível sentir a melhora no funcionamento do sistema urinário, eliminando impurezas e proporcionando maior disposição na prática das atividades diárias, já que a desidratação aumenta a sensação de cansaço. A médio prazo, percebe-se uma melhora da pele, cabelo, mucosas e o bom funcionamento do intestino. Já a longo prazo, o hábito de beber água previne cálculo renal e ressecamento das mucosas, causados pela falta de água no organismo”, esclarece a nutricionista Fernanda Patara (SP).

Cortar o cigarro
“Fumar destrói a vitamina C, que mantém as fibras de colágeno presas à pele e, por sua vez, esta presa ao tecido adiposo subjacente. Além disso, aumenta os radicais livres do organismo, contribuindo para o aparecimento de rugas e aspecto acinzentado da cútis”, explica a dermatologista Bianca Geraldini (RJ). O fumo também amarela os dentes, deixa com um hálito desagradável e provoca um maior risco de doenças graves como enfisema pulmonar e câncer.

Dormir bem
Durante o sono, renovamos nossas células, inclusive as do cérebro – processo fundamental para a nossa disposição física e mental, memória e saúde. Noites maldormidas e insônia podem, a longo prazo, tornar o indivíduo letárgico, irritado, pouco criativo, desanimado, com baixo rendimento no trabalho e nas atividades cotidianas. E, para evitar esses sintomas, não adianta só dar uma dormidinha. É necessário descansar em média oito horas todas as noites para ocorrer o equilíbrio da produção de cortisol (hormônio envolvido na resposta do organismo ao estresse). Ou seja, dormir bem significa uma mente mais tranqüila, um organismo equilibrado, uma pele menos oleosa e com menos chances de aparecerem cravos e espinhas.

Ter uma alimentação saudável
O consumo de frutas, verduras, folhas verdes, carnes magras, peixes, ovos, cereais integrais e lacticínios desnatados reflete em mais energia sobre as células e melhor funcionamento do metabolismo celular, além de contribuir para manter os órgãos vitais como fígado, cérebro, coração, intestino e pulmão funcionando em ritmo ideal. “Os hábitos alimentares são criados na infância. Por isso, é crucial cuidarmos da alimentação das crianças, apresentar pratos diferentes e permitir o reconhecimento de cada grupo de alimentos”, explica a nutricionista Manuela Dolinsky (RJ).

O consumo de alimentos antioxidantes, que combatem os radicais livres – responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele -, também é fator importante para um envelhecimento saudável. “Dentre eles estão os ricos em vitamina C, como laranja, limão, acerola; os ricos em vitamina E, como grãos integrais e sementes; e os ricos em carotenos, alimentos amarelos, laranjas e vermelhos”, ensina a nutricionista Fernanda Patara (SP).

Usar protetor solar todos os dias
Cada vez mais, estudos científicos mostram os danos causados à pele pelo excesso de sol. Por isso mesmo, a dermatologista Bruna Bravo (RJ) alerta sobre os benefícios do uso de filtro solar. “A curto prazo, ele evita a vermelhidão, ardência e a descamação da pele exposta ao sol. A médio prazo, garante uma cútis mais hidratada, homogênea, com brilho e com menos rugas finas. Já a longo prazo, diminui as manchas escuras e rugas profundas da tez fotodanificada”, comenta a médica.

Evitar beber muito nos finais de semana
As mulheres que abusam das bebidas alcóolicas apresentam pele mais seca e desidratada, porque o álcool aumenta a diurese, ou seja, a eliminação de água através da urina. “Além disso, há uma diminuição da atividade dos mecanismos protetores da pele, predispondo-a ao ataque microbiano e a formação de radicais livres”, alerta a Dra. Bianca Geraldini (RJ). O excesso de bebida no fim de semana é quase como um alcoolismo semanal e traz, a longo prazo, as mesmas repercussões que a ingestão diária de álcool: cirrose, hepatite alcoólica e varizes de esôfago.


Uma resposta

  1. bom eu achei esse texto muito interessante, pois as pessos devem ter mais atenção nisso porque esse texto fala sobre a nossa saúde !

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: