Ciência

Meditação
Cientistas da Universidade de Wisconsin-Madison, nos Estados Unidos, dizem ter descoberto evidências de que a prática de meditação provoca alterações biológicas no corpo. Em um estudo com 41 pessoas, os cientistas chegaram a conclusão de que a meditação pode ter efeito positivos para o cérebro e para o sistema imunológico dos praticantes.

O trabalho foi feito com base em uma técnica criada pelo americano Jon Kabat-Zinn, especializado na redução de estresse e no trabalho com pacientes que têm que lidar com dor e desconforto durante internações hospitalares.

Para definir o efeito da meditação, o grupo de pesquisados foi dividido ao meio.

Melhoras
Após a divisão, um grupo de estudo formado por 25 pessoas passou a freqüentar uma aula semanal de meditação e realizou uma sessão contínua de sete horas, durante o período da pesquisa, que durou oito semanas.

Esse grupo também realizou exercícios de meditação em casa. O outro grupo não realizou o processo e foi apenas monitorado pelos cientistas em suas atividades cotidianas.Depois das oito semanas, os pesquisadores mediram a atividade elétrica do cérebro dos dois grupos e analisaram seu estado emocional.

Chegou-se à conclusão de que os indivíduos que realizaram as meditações aumentaram a atividade elétrica na parte frontal do cérebro. Ainda segundo o estudo, a parte esquerda frontal foi a que mais demonstrou atividade, o que foi associado com um menor nível de ansiedade e um estado emocional mais positivo.

Estudos ciêntificos comprovam o que o oriente já pratica há milhares de anos

É necessário estudo e especialização, aqui no Brasil a negação de fatos é a regra por onde quer que se ande, partindo de muitos profissionais que se posicionam como céticos, na verdade não passam de ignorante, com suas máscaras de proteção e pintadas de incompetência e medo, comprovam no mínimo desatualização cientifica, de formação cientifica duvidosa apesar de seus inumeros títulos enfeitando paredes, eles são os ‘acholatras’ acham muito e provam nada a respeito do que é realidade, chavões decorados, e cultura limitada tem condenado a ciência brasileira de avançar além do simples vácuo do que é feito lá fora, existem raríssimas excessões.

O meu parabéns ao neurocientista Miguel Nicolelis cuja esforço e acreditar no Brasil tornou possívels que o Brasil se posiciones em alguma área como centro de excelência em pesquisas sobre em neurociência. http://natalneuroscience.com/

Físicos  já enfrentaram diversos problemas com a turma dos “cientistas pseudociência”

Enquanto isso fora do país…

Finalmente aqui no Brasil um trabalho interessante

 

There are no comments on this page.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: