Treinamento

Tuishou mestre Yong Jun e prof. Marcos Fonseca

Tuishou mestre Yong Jun e prof. Marcos Fonseca

Técnicas

Os elementos que compõem o programa técnico essencial são basicamente:

  • Zhan Zhuang (站樁): posturas estáticas.
  • Shi Li (試力): teste de força.
  • Motsabu (摩擦步): passos aderentes.
  • Fa li (發力): emissão de força.
  • Shi Sheng (試声): energia vocal.
  • Tui Shou (推手): exercícios de mãos com parceiro.
  • San Shou/Ji Ji Fa (散手): prática de combate.

1- Zhan Zhuang

O primeiro passo para se iniciar no Yiquan, é aprender como aumentar a energia do corpo.

O Zhan Zhuang é muito eficaz no desenvolvimento da força interna (Nei Jin) e da constituição física do corpo humano.

Ele é tão completo que constitui a base inicial do treinamento do Yiquan, e ao mesmo tempo é considerado como o mais avançado sistema de exercícios, uma vez que usamos nossa infinita imaginação em sua prática.

Essa etapa é dividida em duas partes, sendo que a primeira é composta apenas de exercícios voltados para a saúde, que é chamada de Jianshen Zhuang.

Começamos o treinamento com a posição “Em Pé Como Uma Árvore (Chengbao Zhuang)”. Adotamos no nosso português o nome “Abraçando a Árvore” que mais se aproxima do sentido ideal. Essa é a mais simples e a mais avançada das posições.

Após determinado período praticando Jianshen Zhuang (zhuang de saúde) iniciamos a segunda etapa do treinamento de Zhan Zhuang voltado para a luta, com exercícios mais avançados de energia Jiji Zhuang (zhuang de combate).

Os exercícios de Jiji Zhuang são praticados mentalmente, sem movimentar o corpo.

2 – Shi Li

Shi Li é o teste da força. A primeira fase é adquirir a força interna. No Shi Li essa força será testada em movimento. Aqui colocaremos em movimentos físicos a força e o movimento que imaginamos nos exercícios do Zhang Zhuang.

Novamente, não usamos a força física. Na prática do Shi Li, fazemos fluir a energia que desenvolvemos, de forma suave e sem tensões através dos músculos e nervos do corpo.

Se colocarmos a força física, os músculos e nervos ficarão rígidos e duros e a energia não fluirá. Os movimentos devem ser lentos e embora nesta fase se assemelhem na aparência ao Taijiquan ambos possuem diferenças essenciais.

3 – Fá Li

Já desenvolvemos e testamos a força interna nas duas fases anteriores. Agora é a hora de usar essa força. Colocá-la para fora, explodi-la.
Isso Mesmo, a energia que desenvolvemos será usada em combate como uma bomba, numa forma explosiva. Praticamos o Fá Li em movimentos como socos, empurrões. jogamos toda a nossa energia num único movimento de explosão.
Também isso é feito de forma relaxada, sem nenhuma força até o momento da explosão, quando ficamos tensos por uma fração de segundo, onde a energia é transferida para o adversário.

Podemos comparar esta situação com a batida de um carro, um carro se deslocando a 80km/h derrepente freia, mas antes de reduzir totalmente a velocidade ele se choca com uma pessoa, quase antes de parar, e ela é imediatamente arremessada a alguns metros. Por favor, não tentem fazer isto em casa, usem apenas a imaginação e a experiência. Quando chutamos uma bola de futebol, o que presenciamos é que a energia cinética é transferida para o corpo da pessoa, o corpo absorve parte da energia cinética e a transforma em potencial e logo em seguida em energia cinética novamente, num tempo muito pequeno essa transformação ocorre, pois o corpo humano é flexível assim como a bola de futebol, isso impede que sejamos partidos ao meio ou nos estilhacemos como vidro. O corpo humano possui uma capacidade natural de absorver impactos até um certo limite, e distribui as forças através dos tecidos do corpo isto evita que um local receba todo o trauma, mas se o impacto for muito grande ou concentrado numa área os tecidos se romperão e isto será muito perigoso, partindo os ossos e ferindo internamento os órgãos, não importando se é um ponto mortal ou não, quando a força excede um determinado patamar um golpe em qualquer local se torna mortal. Então seria um equívoco por falta de estudo adequado, falar em pontos mortais.

4 – Muo Tsa Bu

Muo Tsa Bu é o exercício que nos ensina a prática do andar na arte marcial. Podemos chamar de Shi Li das pernas. É praticado com movimentos lentos e contínuos.

O objetivo desse exercício é fortalecer as pernas e aprender a mover e posicionar o corpo como um bloco único e embora consistente, flexível.

5 – Shi Sheng

Shi Sheng emitir ou testar a voz para suporte da força proporcionando suporte a energia projetada. Além de usa-la para afetar a psique do oponente.

6 – Tui- Shou

Tui Shou (mãos empurrando) é o Shi Lí praticado por duas pessoas. No Tui Shou aprendemos a controlar o inimigo protegendo e usando a nossa linha central (centro de gravidade). Tentamos colocar o oponente em desequilíbrio, deslocando-o do seu centro de gravidade.

O principal objetivo do Tui Shou é aprender a sentir o oponente. Sentir os seus movimentos, sua intenção e com isso antecipar os seus movimentos. Assim podemos usar as sua força contra ele próprio e coloca-lo em posição de desvantagem.

O Tui Shou é um treino para a luta. Deve ser praticado sem o objetivo da luta, mas sempre analisando a sua possibilidade. Os movimentos são suaves e lentos como o Shi Li, movimenta-se o corpo de maneira a ocupar sempre uma posição de controle dos movimentos do oponente, visando coloca-lo em posição de desvantagem.

7 – Ji Ji Fa / San Shou

O San Shou (Shi Zuo) é o aprendizado da luta. Não existe técnica, mas apenas a colocação em prática de luta real o que se aprendeu no Tui Shou.

Podemos usar todas as partes do corpo para atacar. Aprendemos em todas as outras etapas a movimentar o corpo todo como um único bloco. Quando atacamos o oponente, podemos usar a cabeça, mãos, ombros, cotovelos, quadris, pernas, joelhos e pés. Qualquer parte do corpo vai projetar toda a energia do corpo uma vez que este se movimenta como uma unidade.

O combate real no Yiquan consiste em achar uma posição de desvantagem do oponente e atacar direto e reto nesse ponto.

O treinamento de todas as etapas do Yiquan é primordial para o seu sucesso e para se atingirmos um alto nível de saúde e de combate. Não devemos negligenciar nenhuma parte em detrimento de outra.

Galeria de mestres Associação Chinesa de Yiquan

Galeria de mestres Associação Chinesa de Yiquan

There are no comments on this page.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: